FECUNDIDADE DO CARISMA

As Irmãs Missionárias Combonianas
e as Congregações religiosas femininas africanas.

 

1945  06/01/1945

Gulu, Uganda: Primeiras profissões das “Pequenas Irmãs de Maria Imaculada”.

Desde 1936 algumas jovens da Escola Maria Imaculada pediam para se tornarem Irmãs. Mons. Ângelo Negri foi o fundador e Irmã Angioletta Dognini a confundadora.

25.12.1942: as primeiras seis noviças; Epifania 1945; primeiras quatro profissões.

Trabalharam para a formação: Ir. Gesuina Tremolada, Ir. Lina Maria Bertagnoli e Ir. Pieralba Figini.

Ir. Angioletta Dognini foi superiora geral de 1959 a 1973. Ela retorna entre as Irmãs em 1984 e fica com elas até a morte em 1990.

A primeira Superiora geral depois de Ir. Angioletta foi Ir. Alessandrina Acen,  de 1975 a 1981.

 

 

1952  25/03/1952

Juba, Sudão: desde  1930 Mons. Stefano Mlakic, Comboniano, Prefeito apostólico de Bahr el Gebel, tentava iniciar alguma forma de vida consagrada em sua jurisdição.

Mas somente o seu sucessor Mons. Sisto Mazzoldi, Comboniano, pode em 1952 abrir em Juba o noviciado das “Irmãs do Sagrado Coração”, deixando-o sob a responsabilidade da Comboniana Ir. Donatila Moroni: “foi escolhida para a obra

que tanto desejava o Vigário apostólico: isto é, iniciar uma Congregação de Irmãs Autóctonas…”; No dia 25 de março de 1954 houve as quatro primeiras profissões. Ir. Donatilla morreu em 1960.

Ir. Elisabetta Coggi continuou o trabalho em Loa (1960-1963) e em Moyo (1963-1974). A primeira Superiora geral depois das Combonianas foi Ir. Annetta Rose Younit em 1975.

 

1955  13/12/1955

Wau, Bahr el Ghazal, Abril 1936: Mons. Orler, bispo de Wau e Ir. Germana Nicolini, Superiora regional de Wau  tinham a idéia de fundar uma Congregação feminina. Três jovens estudantes da Escola Nazaré: Amália, Sidônia e Elisabeth desejando se tornar Irmãs, receberam uma formação especial e fizeram a Profissão (com votos a serem renovados anualmente), como “Irmãs do Sagrado Coração” de Wau, no dia 05 de maio de 1939. Ir. Amália morreu quase logo depois, Ir. Elisabeth saiu e Ir. Sidônia em 1955, passa às Pequenas Irmãs de Maria Imaculada de Gulu (Uganda) e em 1965 se une às Irmãs de Nazaré.

 

Em 1955 o Comboniano Mons. Eduardo Mason, com a colaboração para formação e direção, de Ir. Carmen Predelli,  funda a “Sociedade Religiosa das Irmãs de Nazaré” de Bahr El Ghazal.

Primeiras cinco Vestições: 15 de agosto de 1957. Em 1959 primeiras cinco Profissões.

Em fevereiro de 1967 a pequena e jovem Congregação foi entregue a Mons. Ireneo Dud, Bispo de Wau (sucessor de Mons. Mason). Eram dez religiosas professas e sete entre noviças e postulantes.

Em 1977 Propaganda Fide pede que as Irmãs de Nazaré se unam às Irmãs de Nossa Senhora das Vitórias

    

1959  20/09/1959

Em 1959 em Arua, Uganda: Mons. Tarantino inicia uma comunidade de Irmãs de clausura:    “Irmãs da Perpétua Adoração da Santíssima Trindade”. Ir. Anastasia Fumagalli torna-se a mestra de noviças e responsável.

As primeiras quatro Profissões aconteceram em 1963. Ir. Anastasia Fumagalli permanece com as Irmãs, como Abadessa até a sua morte em 1992. Depois da morte de Ir. Anastasia, o Bispo de Arua assumiu a responsabilidade do futuro da Comunidade claustral.

 

1960  08/12/1960

Mupoi, diocese de Tombora-Yambio, Sudão: Mons. Domenico Ferrara, prefeito apostólico de Mupoi, funda as “Irmãs de Nossa Senhora das Vitórias”. Desde os anos 50 trabalhavam na formação das jovens, Ir. Bartolomea Pedretti (superiora geral das Irmãs, 1961-1964-1973) e Ir. Rosa Irma Pedron.

29 de setembro de 1961: Realizam-se as primeiras Profissões das Irmãs de Nossa Senhora das Vitórias.

Em setembro de 1965 as Irmãs se transferem para Obo, na República Centro Africana: 11 professas, 2 noviças e 3 postulantes.

As Combonianas continuam a segui-las na formação até 1972.

Em 1977 as Irmãs de Nossa Senhora das Vitórias se unem às Irmãs de Nazaré de Wau.

 

1969  28/05/1969

Em Maracha (UG) nasce, por iniciativa de Pe. La Salandra, mccj a “Associação das Auxiliares Combonianas” (Lay Helpers), formada por jovens que depois da 7ª série primária aceitam colaborar no trabalho pastoral. Ir. Maria Grazia Palumbo foi chamada. (?) O compromisso das Combonianas termina em 1971.

 

01/01/1970

Desde 1970 em Aboke (Ug) várias jovens estudantes eram aspirantes/postulantes da Congregação que Mons. César Asili, bispo de Lira, estava iniciando: as “ Irmãs Missionárias de Maria, Mãe da Igreja”.

Ir. Rosaria Marrone, professora em Aboke, acompanha as jovens aspirantes/postulantes que estudam no Colégio Santa Maria; em dezembro de 1972  Ir. Rosaria se transfere para Lira a fim de continuar acompanhando as jovens em sua formação. Depois, assume a responsabilidade Ir. Ignazia Surcis, que se torna formadora de 1972 a 1978.

Em 1973 professam 14 noviças, “tornando-se assim as primeiras Irmãs da sua Congregação… São a grande esperança do amanhã da igreja aqui, quando elas continuarão o nosso trabalho em meio a este povo…”

Primeira Superiora geral, em torno dos  anos 80 foi Ir. Elizabeth Mandera.

 

1975  06/03/1975

Em março de 1975 os Combonianos Mons. Sisto Mazzoldi e Pe. Giovanni Marangoni entregam às Combonianas a formação de um grupo de jovens da Tanzânia que desejavam se tornar Irmãs: é o primeiro núcleo das “Irmãs Evangelizadoras de Maria”.

Muitas Combonianas colaboraram na formação das Irmãs; Entre as que permaneceram por mais tempo, conta-se: Ir. Pieralba Figini, Superiora geral até 1989; Ir. Ignazia Surcis, Ir. Adriana Squarzon, Ir. M. Francesca Galbiati, Ir. Andreina Merigo.

No 1° Capítulo geral de dezembro de 1989, a primeira Superiora Geral, Ir. Pieralba Figini é substituída por Ir. Franca Fusato; no Capítulo sucessivo é eleita uma Evangelizadora de Maria, Ir. Marcelina Akello; Ir. Franca Fusato continuou dando sua colaboração.

 

1977  11/08/1977

A Congregação para a Evangelização dos Povos autoriza a união das Congregações das Irmãs de Nossa Senhora de Nazaré de Wau e das Irmãs de nossa Senhora das Vitórias de Tombora, para iniciar uma única congregação: as “Irmãs Missionárias da Bem Aventurada Virgem Maria” (IMBAVM).

As primeiras Profissões das IMBAVM realizam-se em dezembro de 1980, em Mupoi, diocese de Tombora-Yambio, Sudão.

Em março de 1993 as Irmãs se transferem para Kampala, Uganda, e as Combonianas continuam a colaborar  na formação.

Ir. Giuseppina Tresoldi é a Superiora geral desde março de 1994 e Ir. Franca Fusato é a formadora das Noviças desde 1999.

 

1980  01/01/1980

Awasa, Província de Sidamo, Etiópia, nos anos 80 o Comboniano Mons. Armido Gasparini, Bispo de Awasa, inicia a formação das jovens que formarão a “Pia União das Auxiliares da Igreja”.

Várias Combonianas deram sua colaboração em Awasa, Tullo e Addis Abeba.

O Noviciado teve início em 1989, com Ir. Nighisti Tecchiè como formadora e depois como Geral, de 1993 a 1997.

Depois, assume como geral a Ir. Celinia Cominellli.

Ir. Ruth Bryden é responsável da formação das Noviças de 2000 a 2005.

Ir. Celinia Cominelli exerce o serviço de superiora geral até sua morte, ocorrida em 2006.

O Bispo pediu que as Combonianas continuassem a acompanhar a jovem Congregação.

 

1985  01/02/1985

Ponte Maki, fevereiro de 1985, Mons. Johannes WoldeGhorghis, Bispo de Maki, quis iniciar uma Congregação local.

A formação das jovens é assumida temporariamente por Ir. Lucia Zeru , de fevereiro de 1985 até o final de 1989.

Em 1989 este serviço é assumido provisoriamente pelas Irmãs da Congregação do Santo Rosário (inglesas), por quase dois anos, depois pelas Irmãs de Santa Ana.

 

2000 18/09/2000

Addis Abeba, Etiópia: desde 18.9.2000 Ir. Ângela Mantini orienta a formação do primeiro grupo de Postulantes (4) da nova Congregação das “Irmãs da Misericórdia de São Vicente de Paulo”, iniciada pelo Bispo de Nekemte Leonardus Dobbelaar.

Ir. Ângela terminou seu serviço em março de 2003.